Traduzir

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Re: gravidez, parto


Oi I.

deixo sua identidade em sigilo para que a mensagem seja utilizada por outros

Em 27 de setembro de 2011 20:31, I. escreveu:
Oi Dr., ate que enfim consigo escrever.
Sim, conheço este ritmo, demora uns dias para a gente sintonizar. 
Lembre-se que a quarentena puerperal é de 40 dias para menino.
A gravidez, como o senhor ja sabe, foi ótima. Segui as suas orientações alimentares (exceto a ingestão de doces no meio da tarde), consegui comer mais de 80% orgânico, sem lactose e com muitos frutos. Também ouvi sua indicação de me harmonizar o máximo possível com o meu marido, segui a orientação, a gravidez foi uma beleza.
prezo em saber, esta é a melhor forma de se cuidar
O parto, apesar de  bolsa ter estourado com muita água as 2 hs da manha, não ter dado tempo ligar para o dr. Adailton e ter me submetido a uma cesaria, foi otimo, um momento muito feliz, com pouquíssima dor e sem nenhuma apreensão (Dr. Adailton disse que apesar do fato de eu ter que me submeter a uma cesária, o parto tinha que ser bom, e foi!) Ainda não liguei para ele, vou tentar esta semana!
Agora que o Pedro chegou, to tendo muito trabalho, quase não da tempo de fazer nada, só consigo fazer o básico: comer, ir ao banheiro, tomar banho. As vezes, nem da tempo falar ao telefone.
O neném é tranquilo (se bem que de vez em quando chora, agora já estou entendendo que, quanto ele chora ou ta com xixi, coco, ou quer mamar ou tá com uma cólica (quando é cólica eu coloco um saquinho de gergelim quente
pode ser qualquer coisa quente, inclusive uma fralda  recém passada com ferro
na barriguinha e e ele para de imediato), as cólicas são rápidas.
 As cólicas são reações ao produtos tóxicos que vc ingere, especialmente os alergênicos. O normal é não ter cólica nenhuma.
Minhas maiores duvidas são quanto a alimentação agora na lactação:
Dr. o Pedro nasceu com
2k450g,
não sei se e por isso, mas ele mama demais.

o normal é mamar demais, comer demais...agitar demais.....nós é que somos lerdos em nossa dinâmica urbana.
Eu preciso de uma dieta bem reforcada para dar conta.
TOPICOS: 
1. O que eu não devo ingerir de jeito nenhum?
chocolate brasileiro; suíço pode
leite de vaca.....
enfim o que e um veneno para o neném?
alergia decorrente de: 
soja
trigo
milho

AMACIANTE DE ROUPA, inclusive quando o sabão vem com amaciante
2. O que eu devo comer para dar leite?
dieta normal
To comendo canjica de milho branco com leite de castanha do Pará, cravo, canela e acúcar mascavo.
uso a água de Coco para adoçar, cozinhando no final em fogo brando (<40°), assim evitamos açúcar de cana, gramínea.
3.Leite de cabra da cólica,
melhor evitar a não ser saiba o nome da cabra
posso tomar, tomo misturado com água?
vai fazer mal do mesmo jeito, mesmo que diluísse em 10 litros de água.
A toxicidade é alérgica, dose independente. a diluição pode ser em partes por milhão que reage da mesma forma, tal qual o cheiro de perfume pode dar alergia.
4. Feijão mulatinho orgânico da cólica?
feijão não dá cólica
somente gases quando está com veneno, inclusive o veneno que colocam na distribuição de produtos orgânicos

deixar de molho pelo menos 12hs o feijão orgânico, assim como todos os outros grãos
Ouvi falar que se peneirar posso tomar o caldo, 'e verdade?
feijão inteiro sem veneno não dá gases, mesmo que comido com ovo Korin.
gases é VENENO! - agrotóxico
5. Posso comer feijão verde?
sim
6. Ovo orgânico?
confio somente no Kor
7. Laranja lima e lima da Pérsia, eu posso né?
somente Lima da Pérsia, as outras são enxertadas em Limão, mesmo as orgânicas.
que se estiver com muito veneno também formará gases
8. cafe orgânico ou descafeinado ou nada de cafe?

café a vontade, de qualquer jeito, inclusive envenenado, pois ao torrar queima o veneno 
9. alho e cebola, ja me falaram que sao flatulentos e que eu nao devo. Posso usar pedacos grande para temperar e nao comer os pedacinhos?
Se estiverem envenenados causam flatulência.
10. milho amarelo orgânico em forma de curau pode,
sim
da leite?
sim, como qualquer grão
11. Algum outro chá alem da camomila?
não
E camomila, quantas vezes por dia?
durante o período da manhã, cada duas horas
12. Por fim, queria uma dieta que ajudasse o neném crescer,
leite materno para ele

grãos, castanhas, frutos e legumes com sementes prá vc
engordar e principalmente ficar bem saudável.
agora ele precisa estar engordando ao menos 30gramas/dia, a partir do décimo dia

é necessário conferir isso com DIVERSAS medidas

Suspeito que ele esteja mamando com intervalo menor do que duas horas, isto limita o crescimento dele. 
Para fazer hormônio do crescimento é necessário passar fome... pelo menos de 2hs.
Obrigada,
Abraços
Luiz

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Re: sinusite

Olá Roberta,

O link que enviei apresenta diversos comentários sobre sinusite,
Estes são conceitos gerais que ajudam vc decidir e executar os cuidados prioritários.

Caso queira que opine sobre uso de medicamentos personalizados para um adulto e para uma criança, seria necessário fazermos uma consulta.

Deixo o link descrevendo os tipos de consulta a distância que podemos realizar e os respectivos custos.
Atenciosamente
Luiz Meira
19  9612 6029



Em 21 de setembro de 2011 21:27, ro escreveu:
boa noite
 dr luiz não consegui enterder tem algum remedio alem do  antibiotico porque ele e criança ACABOU DE FAZER 5 ANOS.ATENCIOSA ROBERTA



Em 21/09/2011 07:35, Luiz Roberto Salvatori Meira < falecom@luizmeira.com > escreveu:

Olá Roberta,
veja se este link te responde:


Em 20 de setembro de 2011 20:39, ROBERTA

 
GOSTARIA DE SABER SOBRE SINUSITE CRONICA
 --
Date/Time: 2011-09-20 16:39:35 PDT
Sender IP: 186.220.73.75 [] | mm55pai98ulrbo49
Referrer: http://luizmeira.com/irisrespira.htm


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

domingo, 18 de setembro de 2011

Metrorragia

Oi S,
escrevo em privado para publicar em Blog didático.

Em 18 de setembro de 2011 13:03, S escreveu:
Olá, Luiz.

Tudo bem?
Ontem veio a menstruação de novo, bem pouquinho de manhã e quando foi à noite, desceu MUITO.

tem contado 7 dias de introspecção?
 
Você acha que pode ser o mioma sendo expelido ou algo assim?

são estruturas diferentes, o mioma é um caroço de músculo contraído enquanto que a menstruação é pele glandular de dentro do útero, sensível a hormônios  e reações imunes como a endometriose.

Continuo a tomar a medicação homeopatica.


ok

mantemos os cuidados gerais juntamente com a medicação, e reavaliamos após dois ciclos

 
E outra coisa que gostaria de falar é sobre uma amiga, com 50 anos, que foi diagnosticada como tendo esclerose múltipla.
 
Parece que ela já teve há algum tempo (1 ou 2 anos) uma crise e agora mais recentemente teve surtos de falta de coordenação motora, ela dança e focaliza danças circulares.
 
Já teve problemas de visão, chegou a ficar cega, tomou uma injeção nos olhos e voltou a visão.
 
Ela sempre tratou com homeopatia e tratamentos naturais e tem muito receio de ter q tomar alopatia, então sugeri para que o procurasse.
 
Você tem experiências com doentes de esclerose múltipla?

inclusive com comprometimento visual, jovem. Se desejar coloco em contato (é carioca).
Esta pessoa é muito dedicada e cuidadosa, poderá situar bem sua amiga quanto ao meu protocolo, talvez melhor do que eu. 

Obrigada.
Abs,
S

sábado, 17 de setembro de 2011

SAUDE OU DOENÇA parte 1 CAPITULO 1

Elizabeth,

Fiquei muito admirado com sua produção,
palmas.gif
espero conseguir navegar e interagir com parte dos seus conteúdos em especial os de oftalmologia que me tem tocado profundamente nos últimos tempos.

Revisei ortograficamente o arquivo anexo que recebi, espero que seja útil.

Quando tiver disponível em seu ambiente web transfiro o link.

Re: PARABÉNS PELO SITE!

Prezada Elizabeth,

Fico feliz com a ressonância.
O anseio por relações humanizadas é grande, e os protagonistas são poucos por enquanto.
Oxalá sejamos sinérgicos o suficiente para facilitar o acesso a esta postura e práticas àqueles que buscam.

Grande Abraço e o desejo das melhores venturas.
Luiz Meira
19  9612 6029



Em 17 de setembro de 2011 19:17, elizabeth r. navarrete <errnoftalmo@hotmail.com> escreveu:

Parabéns pelo site!

 

Embora "não falemos a mesma lingua" em termos de Medicina, comungamos o ideário sobre a responsabilidade do paciente em relação à sua saúde. Cabe a nós medicos fornecer informações e orientações a respeito de promoção de saúde em vez de apenas nos limitarmos a atenuar seus sintomas, como faz a medicina ortodoxa. Assistencialismo é necessário (ainda), mas ensinar a ser saudável é fazer da Medicina a arte de curar, modificando a expressão genética  ao modificar a relação do homem com a natureza e o ambiente que o cerca, além de lembrá-lo de cuidar (mais) da alma, da emoção e da sua relação com o divino que existe em todos nós.

 

 

 Eu o "conheci" há uns 8 anos,quando tive oportunidade de ler uma receita sua (uma paciente em comum) em que alem da prescrição clinica voce sugeria ver o por do sol uma vez por semana pelo menos,beber mais água, tirar um dia na semana pelo menos para fazer algo que ela tivesse muito prazer em fazer...etc. A abordagem me chamou atenção e como nada acontece por acaso, acelerou a minha decisão de mudar a minha própria abordagem clinica.Devo agradecer a voce por isso. Nessa época já havia mudado o meu olhar clinico, mas apesar dos muitos cursos fora da alopatia (fitoterapia, ortomolecular - homeopatia IHB e iridologia FACHA não concluidos-e outros) faltava a disposição de ajudar a mudar além de apenas deter o conhecimento.

 

Voce está num trecho do livro que publiquei este ano, mas que na época não me lembrava do nome...Apenas hoje, pesquisando na internet (não exatamente voce , uma vez que não me recordava do cabeçalho do seu receituario), encontrei no yahoo um grupo e ao ver o nome do moderador...lembrei que já o conhecia e atraves do link, encontrei seu site.

 

Mais uma vez parabéns pela iniciativa de divulgar a Medicina Integrativa e aproximar o "doente" da cura possivel!

 

 

Abs,

 

Elizabeth

 






Elizabeth R. R. Navarrete

www.elizabethnavarrete.com
www.saudeoudoenca.wordpress.com
www.oftalmologiacasosclinicos.wordpress.com
www.duvidasemoftalmologia.wordpress.com
www.comunidadeesaude.wordpress.com

tel.cons.+55.21.2493.1114
tel.cel. +55.21.8112.8110


domingo, 4 de setembro de 2011

MÉDICO FAZ MAL À SAÚDE

 
MEDICINA FAZ MAL À SAÚDE
 
 
 
 http://www.umanovaera.com/Fraudes_Medicas/vernon.jpgPor Sérgio Gwercman
.
.
.
"Entre a brutalidade para com o animal e a crueldade para com o homem, há uma só diferença: a vítima." 
 
 
"Os médicos estão entre as três maiores causas de morte atualmente"
Um selo colado na testa advertindo sobre os perigos que podem causar à saúde. Se dependesse do inglês Vernon Coleman, esse seria o uniforme ideal dos médicos. Dono de um diploma em medicina e um doutorado em ciências, Coleman abandonou a carreira após dez anos de trabalho para ganhar a vida escrevendo livros com títulos sugestivos do tipo Como Impedir o seu Médico de o Matar.
Autor de 95 livros, o inglês é um auto-intitulado defensor dos direitos dos pacientes. Em seus textos, publicados nos principais jornais do Reino Unido, costuma atacar a indústria farmacêutica – para ele, a grande financiadora da decadência – e, principalmente, os médicos que recusam tratamentos que excluam a utilização de remédios e cirurgias. Dono de opiniões polêmicas, Coleman ainda afirma que 90% das doenças poderiam ser curadas sem a ajuda de qualquer droga e que quanto mais a tecnologia se desenvolve, pior fica a qualidade dos diagnósticos.
 
Como um médico deve se comportar para oferecer o melhor tratamento possível a seu paciente?
Os médicos deveriam ver seus pacientes como membros da família. Infelizmente, isso não acontece. Eles olham os pacientes e pensam o quão rápido podem se livrar deles, ou como fazer mais dinheiro com aquele caso. Prescrevem remédios desnecessários e fazem cirurgias dispensáveis. Ao lado do câncer e dos problemas de coração, os médicos estão entre os três maiores causadores de mortes atualmente. Os pacientes deveriam aprender a ser céticos com essa profissão. E os governos, obrigá-los a usar um selo na testa dizendo "Atenção: este médico pode fazer mal para sua saúde".
 
Qual a instrução que pacientes recebem sobre os riscos dos tratamentos?
A maior parte das pessoas desconhece a existência de efeitos colaterais. E grande parte dos médicos não conhece os problemas que os remédios podem causar. Desde os anos 70 eu venho defendendo a introdução de um sistema internacional de monitoramento de medicamentos, para que os médicos sejam informados quando seus companheiros de outros países detectarem problemas. Espantosamente, esse sistema não existe. Se você imagina que, quando uma droga é retirada do mercado em um país, outros tomam ações parecidas, está errado. Um remédio que foi proibido nos Estados Unidos e na França demorou mais de cinco anos para sair de circulação no Reino Unido. Somente quando os pacientes souberem do lado ruim dos remédios é que poderão tomar decisões racionais sobre utilizá-los ou não em seus tratamentos.
 
Você considera que os médicos são bem informados a respeito dos remédios que receitam a seus pacientes?
A maior parte das informações que eles recebem vem da companhia que vende o produto, que obviamente está interessada em promover virtudes e esconder defeitos. Como resultado dessa ignorância, quatro de cada dez pacientes que recebem uma receita sofrem efeitos colaterais sensíveis, severos ou até letais. Creio que uma das principais razões para a epidemia internacional de doenças induzidas por remédios é a ganância das grandes empresas farmacêuticas. Elas fazem fortunas fabricando e vendendo remédios, com margens de lucro que deixam a indústria bélica internacional parecendo caridade de igreja.
 
E o que os pacientes deveriam fazer? Enfrentar doenças sem tomar remédios?
É perfeitamente possível vencer problemas de saúde sem utilizar remédios. Cerca de 90% das doenças melhoram sem tratamento, apenas por meio do processo natural de autocura do corpo. Problemas no coração podem ser tratados (não apenas prevenidos) com uma combinação de dieta, exercícios e controle do estresse. São técnicas que precisam do acompanhamento de um médico. Mas não de remédios.
Receber remédios não é o que os pacientes querem quando vão ao médico?
 
É verdade que muitos pacientes esperam receber medicamentos. Isso acontece porque eles têm falsas idéias sobre a eficiência e a segurança das drogas. É muito mais fácil terminar uma consulta entregando uma receita, mas isso não quer dizer que é a coisa certa a ser feita. Os médicos deveriam educar os pacientes e prescrever medicamentos apenas quando eles são essenciais, úteis e capazes de fazer mais bem do que mal.
 
Que problemas os remédios causam?
Sonolência, enjôos, dores de cabeça, problemas de pele, indigestão, confusão, alucinações, tremores, desmaios, depressão, chiados no ouvido e disfunções sexuais como frigidez e impotência.
 
Em um artigo, você cita três greves de médicos (em Israel, em 1973, e na Colômbia e em Los Angeles, em 1976) e diz que elas causaram redução na taxa de mortalidade. Como a ausência de médicos pode diminuir o risco à vida?
Hospitais não são bons lugares para os pacientes. É preciso estar muito saudável para sobreviver a um deles. Se os médicos não matarem o doente com remédios e cirurgias desnecessárias, uma infecção o fará. Sempre que os médicos entram em greve as taxas de mortalidade caem. Isso diz tudo.
 
Muitas pessoas optam por terapias alternativas. Esse é um bom caminho?
Em diversas partes do mundo, cada vez mais gente procura práticas alternativas em vez de médicos ortodoxos. De certa maneira, isso quer dizer que a medicina alternativa está se tornando a nova ortodoxia. O problema é que, por causa da recusa das autoridades em cooperar com essas técnicas, muitas vezes é possível trabalhar como terapeuta complementar sem ter o treinamento adequado. Medicina alternativa não é necessariamente melhor ou pior que a medicina ortodoxa. O melhor remédio é aquele que funciona para o paciente.
 
Em um de seus livros, você afirma que a tecnologia piorou a qualidade dos diagnósticos. A lógica não diz que deveria ter acontecido o contrário?
Testes são freqüentemente incorretos, mas os médicos aprenderam a acreditar nas máquinas. Quando eu era um jovem doutor, na década de 70, os médicos mais velhos apostavam na própria intuição. Conheci alguns que não sabiam nada sobre exames laboratoriais ou aparelhos de raio X e mesmo assim faziam diagnósticos perfeitos. Hoje, os médicos se baseiam em máquinas e testes sofisticados e cometem muito mais erros que antigamente.
 
Você faz ferrenha oposição aos testes médicos realizados com animais em laboratórios. De que outra maneira novas drogas poderiam ser desenvolvidas?
Faz muito mais sentido testar novas drogas em pedaços de tecidos humanos que num rato. Os resultados são mais confiáveis. Mas a indústria não gosta desses testes porque muitos medicamentos potencialmente perigosos para o homem seriam jogados fora e nunca poderiam ser comercializados. Qual o sentido de testar em animais? Existe uma lista de produtos que causam câncer nos bichos, mas são vendidos normalmente para o uso humano. Só as empresas farmacêuticas ganham com um sistema como esse.
 
O que você faz para cuidar da saúde?
Eu raramente tomo remédios. Para me manter saudável, evito comer carne, não fumo, tento não ficar acima do peso e faço exercícios físicos leves. Para proteger minha pressão, desligo a televisão quando médicos aparecem na tela apresentando uma nova e maravilhosa droga contra depressão, câncer ou artrite que tem cura garantida, é absolutamente segura e não tem efeitos colaterais.